Ateliê de formação Espaço de constatações, reflexões e aprendizagens

  • Jane do Carmo Machado Facultad de Educación Universidad de Extremadura
  • Rui Neves Dep. de Educação-CIDTFF– Universidade de Aveiro Aveiro, Portugal
Palabras clave: Formação continuada de professores, trabalho docente, sentidos, potencialidades.

Resumen

Este artigo centra-se na análise dos Ateliês de formação continuada e em serviço de professores desenvolvidos no contexto de trabalho docente, a escola, a partir dos sentidos atribuídos a essa experiência pelos envolvidos. Adotou-se uma investigação de natureza qualitativa, baseada nos pressupostos teóricos da análise de conteúdo (Bardin, 2007). Os dados foram recolhidos (2011 a 2012) a partir da observação participante em 23 Ateliês realizados em duas escolas da rede de ensino municipal de Petrópolis, RJ - Brasil. Os resultados levam a inferir que os professores consideram que esses momentos de formação potencializam constatações em que ampliam o seu tempo de estudo, de reflexão sobre
trabalho, de valorização dos processos de partilha e de formação coletiva com base na sua experiência pessoal e profissional. Assim, assume-se que os Ateliês surgem como uma perspetiva de formação ainda que em processo de validação de sentidos 

Publicado
2015-04-07
Cómo citar
Machado, J. do C., & Neves, R. (2015, abril 7). Ateliê de formação Espaço de constatações, reflexões e aprendizagens. Campo Abierto. Revista De Educación, 1(1), 93-103. Recuperado a partir de https://mascvuex.unex.es/revistas/index.php/campoabierto/article/view/1691